17 pássaros são apreendidos em uma casa em Bauru (SP)


Por meio de denúncia anônima, a Polícia Ambiental apreendeu 17 pássaros da fauna silvestre brasileira em uma residência localizada no Mary Dota, em Bauru. As aves estavam presas em 16 gaiolas de madeira, na casa de um conferente de 42 anos.

Os pássaros – nove coleirinhas, cinco canários-da-terra, dois pixarros e um pintassilgo – foram encaminhados à sede da Polícia Ambiental para avaliar se estão em condições de serem devolvidos à natureza, informa o sargento Robson Ferrari Dias Soares. “Aparentemente as aves estão em estado bravio, ou seja, foram capturadas há pouco tempo e ainda têm condições de serem devolvidas à natureza e se adaptarem”, explica.

“Caso seja atestado este estado, elas serão soltas em locais propícios, ao redor da cidade, determinados pelo veterinário”, acrescenta. Manter aves da fauna brasileira em cativeiro, sem autorização do Ibama, constitui crime ambiental de acordo com a lei n. 9.905/98 artigo 29. Quem não respeita a legislação responde processo, podendo vir a sofrer condenação com a detenção em estabelecimento carcerário, por até um ano e meio, além de multa.

O dono da casa onde as aves estavam aprisionadas responderá a processo (a polícia não divulgou o nome). Desde janeiro deste ano, foram apreendidas 87 aves silvestres em cativeiro, sem autorização do órgão ambiental, em sete ocorrências na região de Bauru.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS

SEGUNDA CHANCE

CENSURA

DESPERTAR

PROTEÇÃO

HOLOCAUSTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>