Vegetarianismo


É uma corrente dietética que preconiza a alimentação de origem vegetal. Logo, a pessoa que se abstém de carne (no singular, para se referir somente à bovina, pois as pessoas acreditam que peixes, aves, suínos não são compostos de carne, graças à propaganda das sociedades vegetarianas que divulgam há mais de um século essa incoerência), mas continua a consumir ovos, leite, laticínios, mel, cochonilha, peixes, aves, ou qualquer outro ingrediente de origem animal, não é vegetariana. Contradições em termos como: ovolactovegetarianismo, lactovegetarianismo, ovolactoapivegetarianismo, entre outras, são oriundas dessa secular contradição das Sociedades vegetarianas. São muitas as contradições em termos para legitimar o consumo biocida de secreções, menstruação e vômito de fêmeas de outras espécies. Se a pessoa tirou um produto de origem animal do prato, mas come outro, ela não é vegetariana. Ser vegetariano é ser adepto de uma dieta exclusiva do reino vegetal.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE

GRATIDÃO

ESPECIAL

ALEGRIA

VÍTIMAS DA CAÇA

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>