Justiça selvagem


Foto de dois gatos deitados
Foto: Dagomir Marquezi
Animais sabem distinguir entre o bem e o mal. Não fui quem disse isso, mas o professor Marc Bekoff, da universidade de Boulder, Colorado. Segundo ele, existe um senso moral “instalado” no cérebro de todos os mamíferos. É ele que permite que animais competitivos vivam em grupos sem se aniquilarem mutuamente.
O doutor Berkoff estudou espécies de vários lugares do planeta e concluiu que eles possuem um “senso de justiça nato”. Ele acabou de publicar o livro Wild Justice (“Justiça Selvagem”), onde escreve (numa tradução livre): “Assim como entre os humanos, as nuances morais de uma cultura ou grupo particulares diferem uns dos outros, mas certamente existem. Códigos morais são específicos de cada espécie, então podem ser difíceis de serem comparados com os humanos”.
Do ponto de vista científico, essas regras morais não são vistas como uma questão espiritual, mas comportamental. Lobos, por exemplo, precisam delas para não desintegrarem suas matilhas em uma carnificina generalizada. Machos dominantes eventualmente podem se mostrar submissos aos mais fracos para manter o equilíbrio social do grupo. Filhotes de coiotes que mordem seus parentes com muita força são reprovados e até expulsos da familia. Existe inclusive o caso de animais que ajudam outras espécies. Como os golfinhos que salvam humanos do afogamento,  elefantes que auxiliam antílopes a escapar de “becos” sem saída.
E existe, claro, a infalível experiência sádica em laboratórios. Cientistas fizeram com que ratos do grupo 1 ganhassem comida caso provocassem choques em outros ratos do grupo 2. Descobriram que o grupo 1 se negou a comer se isso implicasse no sofrimento dos seus semelhantes.
Quanto ao código moral desses cientistas…

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO

DE OLHO NO PLANETA

ARTIGO

MAUS-TRATOS

TRAGÉDIA

RETROCESSO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>