Golfinho resgatado em Guarapari (ES) morre após um mês de tratamento


O golfinho fêmea Ada, resgatado no fim de abril pelo Instituto Orca na praia de Santa Mônica, em Guarapari, morreu na noite desta quinta-feira. O animal chegou a apresentar melhora na última quarta-feira, voltando a nadar no tanque onde era tratado por voluntários, mas não resistiu. A necrópsia será realizada neste sábado esclarecerá os motivos da morte.

O Instituto Orca agradece a todos que ajudaram, fornecendo mantimento ao golfinho fêmea, que comeu uma média de 10 quilos de peixe fresco por dia. Ada tinha entre oito e dez anos de idade, 130 quilos e 2,5 metros de comprimento. A ONG, porém, revela a captura de um novo golfinho nas praias de Guarapari.

Ainda na quarta-feira, o animal da mesma espécie de Ada foi visto nadando na praia onde o golfinho fêmea foi capturado. Lupércio Barbosa, coordenador do Instituto Orca, denunciou a pesca em locais proibidos à Polícia Ambiental, mas não pode evitar o pior. Nesta sexta, o animal foi arrastado por redes de pesca até à areia da praia. A ONG está responsável pela recuperação do golfinho.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AVANÇO

COMPORTAMENTO

'SAVE RALPH'

ÍNDIA

REVOLTA

AÇÃO SOCIAL

MÉXICO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>