Tecnologia destrutiva

Sonares militares são responsáveis por baleias e golfinhos encalhados

Experiências feitas pelo Instituto de Biologia Marinha do Havaí mostraram que a presença de sonares nos oceanos pode ser responsável por parte das baleias e golfinhos que acabam encalhados nas praias. Os sonares são instrumentos que emitem ultrassons, que se chocam no fundo do mar e voltam para a superfície, permitindo medir a profundidade e a forma do fundo dos oceanos.

Testes feitos com golfinhos em cativeiro mostraram que eles ficam surdos por cerca de 40 minutos quando são expostos às ondas dos sonares. A audição é o principal sentido de orientação dos golfinhos e cetáceos, funcionando como a visão para a espécie humana. Ao perder a audição, esses animais ficam desorientados e agitados.

O estudo pode explicar o grande número de baleias e golfinhos encalhados nas últimas décadas. Apesar de muitos acidentes serem naturais, os testes mostram que uma parte deles pode ser causada pelas embarcações navais equipadas com os sonares.

Os testes também mostraram que os animais tentam nadar rapidamente para escapar dos efeitos do sonar, mas nem sempre conseguem fugir. Para que o sonar cause surdez, segundo o estudo, é preciso que o som seja muito alto e que o animal fique muito perto do instrumento por pelo menos dois minutos. Mas, às vezes, o som é pego por uma “armadilha de som debaixo d’água”, explica Aran Moonley, pesquisadora da Universidade do Havaí. Isso acontece quando as ondas sonoras ficam presas no encontro de uma camada de água quente com uma de água fria e são impedidas de continuar sua dispersão. Segundo a pesquisadora, seria como se o som ficasse viajando como uma bola de pingue-pongue pelo oceano, deixando poucas chances de escapar para os animais marinhos.

Fonte: Época

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui