Uma questão de pele

silvana
dezembro 5, 2008

Só gente muito rica (e egoísta) pode querer se exibir num casaco de pele de marta vendido a 24 mil dólares pela Oliver Furs, do Canadá. O uso desses casacos está em plena decadência. Ele depende de uma pequena elite social e econômica. Depende também de estilistas e modelos sem coração.
A indústria da pele é tão cruel assim? É muito mais. As “fazendas” de chinchilas, minkes, raposas etc. são centros de puro sofrimento em nome da futilidade. Animais que na natureza vivem uma vida de extrema atividade física passam a totalidade de suas vidas encarcerados em gaiolas, onde não conseguem dar mais do que alguns passos. Quando atingem de seis meses a quatro anos de tédio, medo e confinamento, são abatidos. Como a pele não pode ser prejudicada, a maioria desses animais é morta com um choque no interior do ânus. Outros são envenenados com estricnina, outros são asfixiados. Nenhum desses métodos garante morte instantânea. Muitos desses animais “despertam” durante o esfolamento.

A indústria de peles (concentrada em países europeus) está em relativa decadência. Mas conhece uma nova era de esplendor no país campeão de crueldade contra animais. Ela mesmo, a China. Os chineses criaram uma indústria de peles para roupas populares à base de cães, gatos e coelhos. Ela vulgariza os horrores da atividade. E leva o sofrimento dos animais a novos patamares de horror.

São milhões de cães, gatos e coelhos, transportados de todo o país para os centros de produção. Já no transporte, os animais são tratados como uma mercadoria, sem água, sem comida, espremidos em minúsculas gaiolas. Ao serem descarregados, as gaiolas são jogadas dos caminhões provocando fraturas nas pernas dos animais. Quem se importa?

O último ato acontece em locais encharcados de sangue e medo, especialmente no sul da China. Cada animal é pendurado – vivo – pelo pescoço, fervido e tem a pele retirada. No YouTube (se tiver estômago) você pode achar vídeos clandestinos de cães e gatos em carne viva, atirados em pilhas de carcaças. A agonia desses animais descartados pode durar até 10 minutos. Isso não acontece em casos isolados – é uma indústria poderosa, voraz, baseada na tortura contínua de milhões e milhões de animais.

Hoje é difícil para “gente comum” achar quem use um casaco de peles de mink valendo milhares de dólares. Alguns poucos insensíveis se orgulham do sangue implícito em seus guarda-roupas – como a cantora e atriz Jeniffer Lopez. Mas há muito mais vips combatendo do que apoiando essa degradante indústria. Charlize Theron, Ellen DeGeneres, Fernanda Tavares, Joaquin Phoenix, Kim Bassinger, Pink etc. já deixaram publicamente claro que são contra as roupas feitas de peles de animais.

Mas se a indústria de luxo anda mais vigiada, hoje é extremamente fácil andar pela cidade e ver gente “comum” usando roupas com golas e outros detalhes de pele. Essas roupas vieram da China e são vendidas em lojas populares, a preços baratos. Quem as compra geralmente não tem a menor consciência de como aquela pele chegou ao seu pescoço. Alguns se agarram à possibilidade de ser uma “pele artificial”. Não é.

E assim muitos vão para suas casas com seus agasalhos de gola de pele feitos de sangue e sofrimento. E quando chegam em casa, abraçam carinhosamente seus cães e gatos com um sorriso inocente no rosto.


Você viu?

Escute Foto: Instagram @saminthewild_

Escute Pixabay O aquecimento

Escute Pixabay Uma superenzima

Escute Shutterstock Fernanda* tem

Pixabay Líderes mundiais estão

Baleias ameaçadas de extinção

Pixabay Fornando Tortato normalmente

Ativistas em defesa dos

Escute Divulgação A grande

Escute Pixabay Os guepardos


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"cf6ff":{"name":"Main Color","parent":-1},"73c8d":{"name":"Dark Accent","parent":"cf6ff"}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"cf6ff":{"val":"rgb(243, 243, 243)","hsl":{"h":0,"s":0.01,"l":0.95}},"73c8d":{"val":"rgb(217, 216, 216)","hsl_parent_dependency":{"h":1,"l":0.85,"s":-0.05}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
OK
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
>