Home Artigos Os animais precisam de proteção e valorização

Os animais precisam de proteção e valorização

0

Durante nossas vidas podemos conviver com mestres cuja importância nem sempre reconhecemos em tempo de lhes agradecer.
Você se lembra de alguém que lhe ensinou infinito amor, lealdade a toda prova, fidelidade – mesmo nos períodos de falência física, econômica, moral?

Quem pode ser exemplo de ausência de julgamentos, de cobranças, de preconceitos quanto à condição física, social, étnica, e está sempre pronto a dar e receber carinho…

Refiro-me aos animais não humanos, aqueles domesticados, com quem temos o privilégio de conviver. Aqueles que alegram o nosso lar, confortam-nos com sua companhia, guiam os cegos, servem de mãos e pés para tetraplégicos, distribuem afeto nas penitenciárias, asilos, hospitais. E que, mesmo que nada disso fizessem, só o fato de existirem torna o Universo um lugar mais puro e melhor para se viver.

Ao contrário deles, nós animais humanos temos sido maus exemplos. Temos abusado de nosso poder, utilizando os animais como objetos descartáveis de acordo com nossas conveniências ou fraquezas, e concordando em sermos seus predadores.

Criamo-los para serem escravizados e mortos, comemos seus cadáveres, roubamos sua pele, seu couro, permitimos que sejam explorados em experiências, em rituais, para nos “entreter” em circos, farras do boi, vaquejadas, touradas, rodeios, caças, rinhas, enfim, criamos um sem-número de maneiras de violarmos os direitos à vida digna desses seres indefesos.

Muitos estão abandonados à própria sorte pelas ruas, doentes, famintos, presos em jaulas ou depósitos de animais, sem perspectiva de estabelecerem seu tão almejado vínculo afetivo com pessoas: o de terem alguém para amar.

O principal motivo que nos faz tão omissos com os animais é a antiquada herança tropocêntrica que determina ser a espécie humana o centro do Universo,  e que estabelece serem inferiores todos os demais habitantes da Terra, criados apenas para nos servir.

Felizmente estamos vivos e quem sabe temos ainda tempo para modificar esses conceitos deturpados, egoístas e prepotentes.

Imperativo que aqueles dentre nós cuja consciência está mais desperta, aqueles que estão menos automatizados e que se importam, transformem seu respeito e compaixão pelos animais em exemplos positivos de coragem e atitudes práticas.

Para os animais, não importa o que sentimos ou pensamos. Para eles, importa o que fazemos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here