fbpx
segunda-feira, dezembro 9, 2019
Início Colunistas Direitos dos Grandes Primatas

Direitos dos Grandes Primatas

Microbiologista e empresário, o cubano naturalizado brasileiro Pedro A. Ynterian chegou ao país há mais de 30 anos e sempre foi um admirador de animais, em especial dos primatas.

Sua vida mudou completamente em 1999, quando comprou em um criadouro comercial Guga, um bebê chimpanzé de 3 meses de idade, com a ideia de criá-lo no apartamento que morava em São Paulo. Em pouco tempo ele percebeu que ter um chimpanzé como pet não fazia o menor sentido e esse foi o primeiro passo para a montagem do primeiro Santuário dos Grandes Primatas no Brasil, localizado em Sorocaba.

O resultado foi o grande envolvimento na questão de proteção e defesa dos direitos dos grandes primatas e a filiação ao movimento internacional GAP – Great Ape Protection. As atividades de denúncia, resgate de animais vítimas de maus-tratos e divulgação de informações ganharam muita notoriedade e desde setembro de 2008 o Brasil foi eleito como sede do Projeto GAP Internacional, tendo Dr. Pedro como seu presidente. Atualmente ele ocupa o cargo de Secretário Geral, coordenando as atividades de divulgação do projeto.

No Brasil o GAP tem quatro santuários afiliados, entre os quais o de Sorocaba, que juntos abrigam mais de 80 chimpanzés, entre outros animais resgatados de maus-tratos em circos, zoológicos e outras atividades comerciais.

 

DIREITOS DOS GRANDES PRIMATAS - DR. PEDRO A. YNTERIAN

Primatas cobaias: um exemplo da crueldade humana

Durante mais de 50 anos, centenas de chimpanzés foram torturados – sem misericórdia – em laboratórios de pesquisas biomédicas nos Estados Unidos, financiados pelo próprio Governo do país por meio do National Institute of Health (NIH), que bancava as pesquisas em conluio com multinacionais farmacêuticas.
DIREITOS DOS GRANDES PRIMATAS - DR. PEDRO A. YNTERIAN

Um caso chamado Cecília: a ruindade humana

À distância não entendíamos bem a situação. Um Habeas Corpus impetrado pela Organização AFADA para a libertação da chimpanzé Cecilia obteve uma Sentença positiva de uma Juíza do Tribunal de Garantias da Província de Mendoza, que a reconheceu como um Sujeito de Direito – uma pessoa não humana – e que deveria ser libertada de um cativeiro infame de 20 anos de duração.
DIREITOS DOS GRANDES PRIMATAS - DR. PEDRO A. YNTERIAN

56 anos: um chimpanzé no espaço

Em 31 de janeiro de 1961, a Força Aérea Norte-Americana enviou ao espaço um chimpanzé bebê, de pouco mais de 3 anos de vida, num voo de 16 minutos que seria o teste para diminuir o risco da viagem do primeiro astronauta humano, Alan Shepard Jr., que depois realizaria seu voo fora da atmosfera terrestre.
DIREITOS DOS GRANDES PRIMATAS - DR. PEDRO A. YNTERIAN

Custo de primatas prisioneiros

O massacre e a fuga de prisioneiros humanos em presídios de Manaus, no Estado do Amazonas, têm gerado um debate na sociedade brasileira sobre o custo de manter primatas humanos prisioneiros.
DIREITOS DOS GRANDES PRIMATAS - DR. PEDRO A. YNTERIAN

Os inocentes culpados

Numa infeliz matéria publicada na Revista Isto É (páginas 60 e 61), edição semanal do dia 05 de outubro, assinada pelo jornalista Raul Montenegro, uma denúncia que deveria colocar os humanos como vitimários os convertem em vítimas e os chimpanzés, em culpados (ler a matéria na íntegra revista-isto-e-05102016) A matéria se baseia no abandono de um grupo de chimpanzés numa ilha ignorada no país africano da Libéria. Após anos de pesquisa e tortura, estes estavam sob o controle do Banco de Sangue de Nova Iorque (sigla em inglês NYBC), sendo submetidos a experiências com várias doenças humanas, entre elas diversos vírus de Hepatitis.
DIREITOS DOS GRANDES PRIMATAS - DR. PEDRO A. YNTERIAN

PASA denuncia transferência de chimpanzés usados em centro de primatologia dos EUA para zoológico na Inglaterra

O Centro de Primatologia de Yerkes, que pertence à Universidade de Emory, há quase um século tortura chimpanzés, alegando razões científicas e de pesquisa biomédica. Devido à crueldade da Direção de Yerkes e da Universidade que os mantém, que não tem limites, pretende-se que os últimos sete infelizes que lá restaram sejam enviados para um zoológico pouco conhecido na Inglaterra, que não tem grandes símios e que vê na presença destes seres torturados durante toda uma vida uma forma de promover visitações e arrecadar dinheiro. Estes chimpanzés poderiam ser enviados para um Santuário nos Estados Unidos.
DIREITOS DOS GRANDES PRIMATAS - DR. PEDRO A. YNTERIAN

A desconstrução dos zoológicos

Um dos zoológicos mais antigos do mundo, o de Buenos Aires, no bairro de Palermo, com 140 anos de existência, fechará suas portas por uma decisão política da Província de Buenos Aires, que é sua proprietária.
DIREITOS DOS GRANDES PRIMATAS - DR. PEDRO A. YNTERIAN

Milan Starostik: eles sentirão sua falta

Quando, há pouco mais de 6 meses, redigia a matéria “Uma homenagem dos chimpanzés”, nunca imaginei que tão cedo ia ter que voltar a falar daquele grande homem, que, como poucas pessoas no mundo, soube amar e lutar pelos grandes primatas numa grande parte da sua vida.
DIREITOS DOS GRANDES PRIMATAS - DR. PEDRO A. YNTERIAN

A incompetência de um Zoológico

O Jornal de mais audiência na TV Brasileira, o Jornal Nacional, fez um parêntesis inédito na divulgação de conversações políticas gravadas para dar uma notícia que raramente dão importância. Um gorila de 17 anos, de nome Harambe, que morava no Zoológico de Cincinnati, nos Estados Unidos, foi morto por guardas daquele anacrônico estabelecimento, quando tentava salvar uma criança de quatro anos que tinha caído no fosso que rodeia o seu recinto.
DIREITOS DOS GRANDES PRIMATAS - DR. PEDRO A. YNTERIAN

Universidades Norte-Americanas como centros de tortura de primatas

A decisão do Centro de Tortura New Iberia, que pertence à Universidade de Louisiana, no campus de Lafayettes (ULL), de transferir seus 220 chimpanzés para um Santuário em construção na Georgia é a ponta do iceberb, bem oculto até pouco tempo atrás, da indústria da Tortura de Primatas em Universidades Norte-Americanas. Atualmente, 0s três Centros de Tortura universitários – o ULL, o Texas Biomedical Research Institute e a Universidade de Emory – mantêm sob seu domínio mais de 15.000 primatas. As razões para começar a se desfazer dos chimpanzés é legal, e não humanitária como desejam fazer ver. Agora nos Estados Unidos, torturar chimpanzés é uma ilegalidade e podem sofrer pesadas penas se continuarem fazendo isso.
DIREITOS DOS GRANDES PRIMATAS - DR. PEDRO A. YNTERIAN

Galdikas pede que autorizem levar Toto para Bórneo

Durante sua visita ao México, a primatóloga Biruté Galdikas, maior conhecedora de orangotangos no mundo, morando com eles há 45 anos na Indonésia, solicitou que as autoridades mexicanas liberem o orangotango Toto, solitário após a morte recente de sua companheira Jambi, para ser enviado ao seu Santuário na Ilha de Bornéo, onde ele poderia ser reintegrado à vida livre.
DIREITOS DOS GRANDES PRIMATAS - DR. PEDRO A. YNTERIAN

Dra. Biruté Galdikas visita México

A maior protetora e conhecedora dos orangotangos do mundo, Dra. Biruté Galdikas, já se encontra no México, para uma participação no Segundo Congresso de Bioética e os Animais, na Universidade Autônoma do México. No dia 20 de abril, ela fará uma palestra sobre os Orangotangos e seu trabalho de proteção, o qual já faz há muitos anos na Indonésia, onde reside. Na ocasião ela solicitará que o orangotango Toto, que está solitário após a perda do seu irmão, no Zoológico de Chapultepec, seja transferido para um Santuário.