ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
  • Compartilhe

Texto

Paraná

Voluntária de Umuarama clama por ajuda para manter os animais que recolhe

26 de novembro de 2010 às 6:12

 

(Foto: Reprodução)

A voluntária Ana Coelho precisa de ajuda. Nos últimos anos ela tem dedicado sua vida a cuidar de dezenas de cães e gatos abandonados ou feridos por conta de maus-tratos na cidade de Umuarama, Paraná. Como é de praxe, instituições públicas e privadas não estão nem um pouco interessadas em ajudar verdadeiramente este tipo de ação. Ana está com uma grande dívida com compras de alimento para animais e clama por doações.

O trabalho da voluntária começou há sete, pegando um e outro animal da rua, perdido nos arredores de sua casa. Hoje já são 16 cachorros e 51 gatos, a grande maioria vítima de maus-tratos. Um cachorro foi resgatado de dentro de um poço, outro gato teve o crânio quebrado por ter comido um pedaço de carne sobre a pia, outro abandonado na rodovia, esfaqueado e animais tomados pela sarna.

Na casa de Ana há bichos por toda parte, e ela afirma que até já deixou de comer para alimentá-los. Atualmente, sua dívida com compra de ração é de R$1.800. Ela gasta 130 quilos por mês. São R$70 reais cada saco de ração que dura apenas cinco dias. “Estou tirando animais da rua e tentando controlar o aumento de cães e gatos abandonados em Umuarama, todos são castrados, vacinados, alimentados e limpos”, comenta.

Com uma herança que recebeu, Ana está construindo um canil, onde poderá organizar os animais e promover um controle mais rigoroso de zoonose. “Por isso a única coisa que peço é ração, pois estou passando por uma verdadeira crise por amor a esses bichos”, conta ela revoltada com as monstruosidades de algumas pessoas que se desfazem de animais como se fossem trapos.

Sua vida tem sido dedicada quase que exclusivamente a cuidar dos bichos, dia e noite. Não há sequer férias. “Meu marido foi com as duas crianças para a praia e fiquei aqui sozinha 15 dias porque não dava para abandonar os animais”.

O problema, segundo Ana, é que a maioria das pessoas quer oferecer uma pseudoajuda. As pessoas ligam para ela e afirmam que vão levar ração, mas junto ao alimento, levam outros animais. “Esses dias um senhor disse que me traria um saco de ração se eu ficasse com seus sete gatos; esse tipo de ajuda não dá para aceitar”, comenta.

Quem estiver interessado em ajudar Ana com ração, basta ligar para o seu telefone: (44)3624-54-98.

Fonte: Umuarama Ilustrado

  • Compartilhe

  • Imprimir Imprimir
  • Comunicar Erro

Enviar para um amigo
Comunicar erro

eu apoio a anda

Eurípedes Kühl

Eurípedes Kühl

Desde criança tenho respeito e amor pelos animais. Assim, todos que como eu têm compaixão e protegem nossos irmãos do re

Eurípedes Kühl
Escritor espírita

Escritor espírita

Gabriela Duarte

GabrielaDuarte

É uma causa que eu acredito e apoio totalmente. Às vezes, as pessoas não sabem o que fazer, como transformar a boa vonta

Gabriela Duarte
Atriz

Atriz

Veja todos os depoimentos »

Facebook
Você é o repórter
Siga a ANDA: