ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
  • Compartilhe

Texto

Programa de Preservação

Parque das Aves recebe araras ameaçadas de extinção em Foz do Iguaçu (PR)

25 de fevereiro de 2016 às 12:20

arara

Divulgação

O Parque das Aves, de Foz do Iguaçu, receberá dentro de um mês, nove araras-azuis-de lear, espécie altamente ameaçada de extinção.

As aves, típicas do nordeste da Bahia, irão vir da Espanha, e devem chegar em São Paulo na próxima sexta-feira (26). Na sede do Ministério do Meio Ambiente, em Cananéia, (litoral de São Paulo), as araras passarão um mês em quarentena, até serem recebidas pelo parque iguaçuense. “É mais um desafio que aceitamos com muito entusiasmo e confiança”, destaca a diretora técnica do Parque das Aves, Yara Barros.

Esta será a maior repatriação já feita na história de conservação desta ave. Atualmente, existem apenas 1300 animais da espécie na natureza e 125 integram o programa de reprodução.

As novas moradoras do Parque das Aves fazem parte deste programa de reprodução, que é realizado há 10 anos no Loro Parque, em Tenerife (Espanha). Em 2006, o zoológico recebeu seis araras-azuis-de-lear. De lá para cá, 36 filhotes já nasceram, um sucesso reprodutivo sem precedentes.

arara 2

Divulgação

Sobre a espécie
A arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari), é uma ave endêmica da caatinga. Ela se alimenta principalmente de coquinhos da palmeira licuri (Syagrus coronata), cuja disponibilidade vem sendo reduzida pela atividade humana. As aves acabam atacando as plantações de milho de subsistência e muitas vezes são abatidas por moradores locais. Entre as principais ameaças estão a destruição de habitat e a captura para comércio ilegal.

O Parque das Aves
O local recebeu a convite para fazer parte do programa de reprodução no final de 2015, já tendo sucesso reprodutivo com 17 espécies de psitacídeos, cinco delas ameaçadas.

A instituição já integra vários programas de reprodução de espécies ameaçadas e Planos de Ação Nacional do ICMBio para conservação. Integrou, entre outros, no ano passado o Programa de Reprodução do Mutum-e-Alagoas, e já reproduziu com sucesso a espécie, criando mais de 15 filhotes em menos de um ano. Nesse mesmo ano, também foi convidado a participar do Programa de Reprodução do Cardeal-Amarelo, espécie ameaçada que depende da reprodução em cativeiro para não desaparecer.

O Plano de Ação Nacional para a recuperação da espécie – O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio, coordena o Plano de Ação Nacional para a Recuperação da Arara-Azul-de-Lear, através do CEMAVE – Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves.

O CEMAVE coordena o Programa de Reprodução, que tem como objetivos gerar uma população de segurança, manejada de forma genética e demograficamente sustentável e que possa ser utilizada caso sejam necessárias reintroduções ou suplementações, além de desenvolver e testar protocolos de manejo e metodologias de reabilitação e soltura.

Existe em todo o mundo, 10 zoológicos envolvidos no programa, sendo cinco no Brasil. No país, apenas o zoo de São Paulo conseguiu reproduzir a espécie.

arar4

Divulgação

Fonte: Portal de Notícias Foz do Iguaçu

  • Compartilhe

  • Imprimir Imprimir
  • Comunicar Erro

Enviar para um amigo
Comunicar erro

eu apoio a anda

Zélia Duncan

zelia

Cuidar dos animais é cuidar da vida, é querer mais harmonia e amor pras nossas vidas. Por isso apóio o trabalho da ANDA,

Zélia Duncan
Cantora

Cantora

Flávia Lippi

braços abertos

De todas as violências que sofremos, as que cometemos com mais frequência são as que cometemos contra nós mesmos. Nessa

Flávia Lippi
Jornalista, empresária e empreendedora social

Jornalista, empresária e empreendedora social

Veja todos os depoimentos »

Facebook
Você é o repórter
Siga a ANDA: