• Compartilhe

Texto

Cinema e Publicidade

PETA lança campanha contra a exploração de animais pela industria do entretenimento

22 de maio de 2013 às 18:00

Por Rafaela Pietra (da Redação)

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

A PETA (People for the Ethical Treatment of Animals – Pessoas pelo tratamento ético aos animais – em uma tradução literal para o português), lançou na última semana um comercial que apresenta um problema e, como toda boa crítica, a solução ao mesmo tempo. A peça foi produzida pela agência de publicidade americana BBDO de Nova York, e pede para que nunca mais se use animais na indústria de entretenimento, tanto no cinema como na propaganda.

No filme, um chimpanzé confinado em uma sala faz o alerta. Forçados a trabalhar por décadas, a realidade de animais que são roubados de seus habits naturals, separados de suas mães, torturados e abusados, até serem descartados em algum zoológico qualquer, onde passarão o resto da vida presos enquanto famílias chamam isso de diversão, são narradas pelo ator Adrien Brodyonde.

Segundo o Brainstorm9, o comercial é feito completamente em computação gráfica e termina perguntando: “Você conseguiria viver essa vida?”, lembrando que macacos são 98% humanos (e mesmo que não fossem). A campanha inclui também o site com uma petição que pede o fim da exploração de animais para a industria do entretenimento (Assine a petição aqui).

Segundo a agência e a produtora The Mill, o roteiro já estava pronto há anos, mas foi adiado por causa do lançamento de “Planeta dos Macacos: A Origem”, já que o CGI do comercial deveria ser tão bom quanto o do filme, além de utilizá-lo como um gancho para a produção da peça.

Veja o comercial:

  • Compartilhe

  • Imprimir Imprimir
  • Comunicar Erro

Enviar para um amigo
Comunicar erro

eu apoio a anda

Sandra Peres

sandra-peres1-200x300

Eu tenho muita honra de poder ser uma colaboradora, de ter conhecido esse trabalho. Imagine ter uma Agência de Notícias

Sandra Peres
Cantora e líder, junto com Paulo Tatit, da Palavra Cantada

Cantora e líder, junto com Paulo Tatit, da Palavra Cantada

Flávia Lippi

braços abertos

De todas as violências que sofremos, as que cometemos com mais frequência são as que cometemos contra nós mesmos. Nessa

Flávia Lippi
Jornalista, empresária e empreendedora social

Jornalista, empresária e empreendedora social

Veja todos os depoimentos »

Facebook
Você é o repórter
Siga a ANDA: