ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
  • Compartilhe

Texto

Será pedido isenção

Dívida milionária da SUÍPA ameaça futuro de animais abandonados do Rio de Janeiro

15 de novembro de 2013 às 15:00

Cerca de 40 animais chegam à Suipa diariamente, segundo a presidente da entidade (Foto: Fabio Gonçalves/Agência O Dia/Estadão Conteúdo)

Cerca de 40 animais chegam à Suipa diariamente, segundo a presidente da entidade
(Foto: Fabio Gonçalves/Agência O Dia/Estadão Conteúdo)

Três mil e quinhentos animais que foram abandonados nas ruas do Rio estão, hoje em dia, abrigados na Sociedade União Internacional Protetora dos Animais (Suipa), em Benfica, Zona Norte. E “não para de entrar nenhum, apesar das dificuldades”, diz a presidente da instituição, Izabel Cristina Nascimento. Mas, a qualquer momento, isso pode mudar.

São cães, gatos, cavalos, porcos, cabritos e até animais retirados de rituais religiosos que estão ameaçados. Desta vez, o inimigo não é a encruzilhada. Nem os maus-tratos. Um obstáculo burocrático tirou dois títulos de caridade da Suipa, dados pelo Governo federal até a década de 90: utilidade pública e entidade filantrópica. Com isso, um novo imposto foi acrescentado aos gastos: quase R$ 40 mil mensais, que se multiplicaram após quase duas décadas.

“Vivemos de doações. Nem sempre o colaborador pode pagar no início do mês. Digamos que [ele] pague no dia 10. Quando nós vemos, já estamos devendo funcionário. Pagamos R$ 380 mil só de salários. Aí a Receita Federal começou a cobrar: ‘Tem que pagar, tem que pagar’. Como, se a gente não tem?”, questiona a presidente da Suipa, que ressalta ainda os custos de mais de 30 toneladas de ração, medicamentos e gastos básicos, como luz e água.

Preocupada com a possibilidade de ter de fechar as portas, a Suipa recorreu a advogados e autoridades. O governador do Rio, Sérgio Cabral; a ministra da casa Civil, Gleisi Hoffmann; e até a presidente Dilma serão procurados para considerar o perdão da dívida.

“Uma comissão de advogados vai a Brasília para tentar restabelecer as isenções [de imposto]. Nos tornamos uma empresa falida. É uma dívida impagável”, lamentou.

Fonte: G1

  • Compartilhe

  • Imprimir Imprimir
  • Comunicar Erro

Enviar para um amigo
Comunicar erro

eu apoio a anda

Giovanna Ewbank

giovanna_ewbank

Os animais são os seres mais puros que existem, eles não podem falar, mas seu olhar já nos diz tudo! Quem dera se todos

Giovanna Ewbank
Atriz

Atriz

Laerte Coutinho

Laerte-290x290

Eu acho que é da maior importância uma agência como a ANDA que traz exclusivamente notícias, informações sobre os animai

Laerte Coutinho
Cartunista

Cartunista

Veja todos os depoimentos »

Facebook
Você é o repórter
Siga a ANDA: