• Compartilhe

Texto

Desequilíbrio ambiental

Morte de animais marinhos preocupa especialistas da Baixada Santista

15 de novembro de 2012 às 16:40

A morte de animais marinhos na Baixada Santista está preocupando biólogos, veterinários e outros profissionais envolvidos como o meio ambiente. Eles realizaram um encontro no aquário de Santos, no litoral de São Paulo, para debater as causas das mortes dos animais, principalmente as tartarugas.

Foto: Reprodução

De acordo com a Guarda Costeira de Praia Grande, 238 animais marinhos foram encontrados vivos ou mortos nas praias da cidade em 2012. Desse total, 118 eram tartarugas e apenas duas estavam vivas. “Em todos estes anos que a gente vem trabalhando junto ao Ibama, é o ano que teve a maior incidência de ocorrências com tartaruga”, afirma o inspetor da entidade, Delfo Monsalvo.

Segundo o veterinário do Aquário de Santos, Gustavo Pereira Dutra, 63% dos atendimentos com tartarugas marinhas são de animais impactados por lixo. “O principal é o lixo plástico, que acaba causando efeitos no trato gastro-intestinal dos animais. Para resolver esse problema, teria que ter uma ação incisiva e a longo prazo no sentido de resolver a disposição desse lixo”, diz.

Foto: Reprodução

A chefe regional do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Ingrid Oberg, levanta que uma das pescas que mais causa a morte de tartarugas é a com rede. “Ela é deixada à deriva, presa próxima à costa ou na própria baía e depois o pescador volta para pegar o peixe. A tartaruga se prende na rede e morre sufocada pois não consegue subir à superfície para respirar”, conta.

Ela lembra também que o problema não tem origem na falta de fiscalização. “Não é a falta de fiscalização que faz ocorrer mais mortes de tartarugas, pois esta não é uma pesca permitida”, finaliza.

Fonte: G1

  • Compartilhe

  • Imprimir Imprimir
  • Comunicar Erro

Enviar para um amigo
Comunicar erro

eu apoio a anda

Gabriela Veiga

gabi

O meu apoio a ANDA é integral, de coração e alma, assim como eles são. A ANDA trata os direitos animais como eu acredito

Gabriela Veiga
Atriz

Atriz

Julia Bobrow

julia bobrow

Sou como qualquer um que ama os animais, que os tem por perto e que devota boa parte do seu tempo a eles. Por isso, apói

Julia Bobrow
Atriz

Atriz

Veja todos os depoimentos »

Facebook
Você é o repórter
Siga a ANDA: