• Compartilhe

Texto

Confinadas e fora de seu habitat

Renas exploradas para entretenimento no Reino Unido adoecem e morrem

14 de janeiro de 2016 às 7:00

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Western Daily Press

Foto: Western Daily Press

Na sequência das histórias de animais que viviam confinados e morreram no ano passado, houve o caso de duas renas que eram exploradas por uma fazenda em Devon, no Reino Unido. O local usava os animais como atração para visitantes. Os administradores da empresa negam que elas tivessem sido maltratadas ou negligenciadas. As informações são do Western Daily Press.

Na ocasião, a responsável pelas renas, Stella Wyburne-Risdale, foi às redes sociais para se manifestar contra a Pennywell Farm em Buckfastleigh, após duas das três renas que ela “emprestou” a eles em 2013 terem morrido.

Um porta-voz da fazenda disse que foram feitos todos os esforços para tratar os animais, e que foi realizado um completo exame de necrópsia para determinar as causas das mortes.

O porta-voz afirmou que eles estavam muito sentidos e tristes com o que aconteceu, e que a Sra. Wyburne-Ridsdale escolhera fazer essas alegações infundadas e falsas.

“Nós somos abertos ao público e ter animais doentes ou maltratados aqui não é de nosso interesse”, afirmou o porta-voz, ao dizer que se esforçaram para salvá-las. “O bem-estar animal é da maior importância para nós”, complementou.

Richard Walters, da Southmoor Vets, disse que começou a tratar dos animais após ter sido chamado pela Pennywell Farm no início do ano. Segundo conta, a condição das renas era péssima, e vinha piorando.

Ele revelou ter identificado “alguma patologia” no exame de necrópsia, mas não foi capaz de detectar qual patologia especificamente.

No entanto, ele nega que a negligência tenha sido um fator causador das doenças.

“Renas são uma espécie exótica em nosso país, e de fato vemos algumas doenças que são incomuns. Esses animais são difíceis de tratar no Reino Unido – eles são muito melhor adaptados às condições nórdicas”, acrescentou ele – de certa forma explicando a causa das mortes.

  • Compartilhe

  • Imprimir Imprimir
  • Comunicar Erro

Enviar para um amigo
Comunicar erro

eu apoio a anda

Anderson Furlan

anderson furlan

Durante muito tempo estive preso em uma armadilha montada por séculos de tradição aristotélica e impulsionada pelos desv

Anderson Furlan
Juiz Federal, Mestre e Doutorando, Professor de Direito Ambiental

Juiz Federal, Mestre e Doutorando, Professor de Direito Ambiental

Lúcia Veríssimo

LV

Existe um ditado que diz: diga-me com quem ANDAs e te direi quem és. Então, se vc tá seguindo essa pegada, quer dizer qu

Lúcia Veríssimo
Atriz

Atriz

Veja todos os depoimentos »

Facebook
Você é o repórter
Siga a ANDA: