ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
  • Compartilhe

Texto

rinha de canários

50 pássaros morrem em tentativa de contrabando do Peru ao Brasil

12 de fevereiro de 2014 às 18:00

(da Redação)

Canário finch brasileiro. Foto: Umbrios1/TreeHugger

(Foto: Umbrios1/TreeHugger)

Quando se pensa em pássaros finches, não se imagina neles lutando entre si até a morte. Mas esse é o propósito que leva traficantes a transportar ilegalmente essas aves do Peru ao Brasil. No início deste mês, dezenas desses pássaros foram embarcados em malas na área de carga não pressurizada de um avião, resultando na morte de mais de 50 animais. As informações são do TreeHugger.

Mariana Albuquerque, criminologista da Polícia Federal, compartilhou fotos do caso com o TreeHugger. “Contrabandistas podem obter esses pássaros quase de graça, então eles não se importam se alguns ou muitos morrerem”. O infrator em questão foi pego no Aeroporto Internacional de Guarulhos com malas cheias dessas aves.

Pássaros mortos na tentativa de contrabando. Foto: Umbrios1/TreeHugger

Pássaros mortos na tentativa de contrabando (Foto: Umbrios1/TreeHugger)

As aves traficadas eram finches peruanos (“Sicalis flaveola valida”), uma subespécie cujo envio ao Brasil é considerado ilegal. Elas são uma ameaça para os pequenos finches nativos do país (“Sicalis flaveola brasiliensis”), e são usados em rinhas por pessoas mal intencionadas. Na foto abaixo, pode-se ver a diferença de tamanho entre os pássaros brasileiro e peruano. Ambos são subespécies do Saffron finch (canário-da-terra).

Finch brasileiro (à direira) e peruano (à esquerda). Foto: Umbrios1/TreeHugger

(Foto: Umbrios1/TreeHugger)

As aves foram transportadas em malas e engradados. O compartimento de carga do avião não é pressurizado nem tem controle de temperatura, sendo impróprio para animais, e muitos pássaros morreram durante o vôo. “Alguns deles, embora em má forma, sobreviveram à viagem”, disse Albuquerque. “Os contrabandistas lucram o suficiente com estes, para continuar fazendo negócios”, acrescenta.

Foto: Umbrios1/TreeHugger

(Foto: Umbrios1/TreeHugger)

No Brasil, a rinha de canários está em declíno. “Costuma ser um passatempo de idosos”, disse a criminologista. No ano passado, uma rinha de canários foi descoberta, resultando nas prisões de 30 pessoas, todas com idades superiores a 50 anos. Mesmo com o declínio, a ameaça ambiental à população nativa é grave.Se pássaros importados escaparem ou forem soltos, eles podem acabar com a população de pássaros finches nativos.

Infelizmente, não apenas as aves ilegais são submetidas a condições cruéis nas mãos de contrabandistas. Em um dos casos, os contrabandistas foram apanhados com aves da Europa, que podem ser transportadas legalmente para o Brasil. “As taxas alfandegárias para entrar com todos aqueles pássaros legalmente teria sido menos de 50 dólares”, disse Albuquerque. Sua teoria é que os traficantes não se preocupam em saber quais aves são permitidas para o transporte. “As leis sobre pássaros nativos selvagens são muito diferentes das leis sobre pássaros domesticados estrangeiros, mas se os contrabandistas não querem se preocupar procurando-os, eles devem pensar que trazer qualquer ave para o Brasil ou do Brasil é ilegal”.

Foto: Umbrios1/TreeHugger

(Foto: Umbrios1/TreeHugger)

Albuquerque afirma que os pássaros são os animais mais contrabandeados no país. Só a operação federal em São Paulo resgatou cerca de 2 mil animais no ano passado, a maioria deles sendo pássaros.

“Algumas vezes os traficantes são mais cuidadosos nas estratégias”, conta Albuquerque. Este traficante mostrado na foto abaixo transportou ovos fertilizados em um colete, para manter vivos os ovos não eclodidos. “Eu apaguei o rosto do contrabandista, mas mantive o sorriso sarcástico. Ele tinha certeza de que não seria preso”, diz ele.

Foto: Umbrios1/TreeHugger

(Foto: Umbrios1/TreeHugger)

A maioria dos pássaros contrabandeados é destinada ao comércio de animais, e não para rinhas, embora a luta de canários exista nos EUA. Albuquerque acredita que se mais pessoas souberem sobre a realidade do contrabando, menos pessoas estarão dispostas a tutelar animais domésticos selvagens: ”os EUA são um dos maiores mercados consumidores para os animais contrabandeados, e divulgar o quanto os animais são maltratados por contrabandistas é uma das melhores formas de prevenção”.

Nota da Redação: Embora o flagrante da tentativa de contrabando tenha ocorrido no Brasil no início de fevereiro, a matéria foi publicada no veículo internacional TreeHugger, e o assunto não foi coberto pela mídia nacional.

 

  • Compartilhe

  • Imprimir Imprimir
  • Comunicar Erro

Enviar para um amigo
Comunicar erro

eu apoio a anda

Derrick Green

derrick

Essa compaixão que é necessária em relação aos animais, também é importante para as pessoas. Para mim é muito importante

Derrick Green
Vocalista do Sepultura

Vocalista do Sepultura

Arnaldo Baptista

arnaldo1

O Arnaldo Dias Baptista ainda anda defendendo o vegetarianismo e a eletricidade gerada pelo sol. Portanto, ser embaixado

Arnaldo Baptista
Cantor e compositor

Cantor e compositor

Veja todos os depoimentos »

Facebook
Você é o repórter
Siga a ANDA: