ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
  • Compartilhe

Texto

Direitos dos Grandes Primatas - Pedro A. Ynterian

A nova geração de chimpanzés

11 de abril de 2013 às 10:20

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A primeira geração de chimpanzés do Santuário de Sorocaba já tem mais de 12 anos. Aqueles bebês que nós criamos, nenhum nasceu no Santuário, porém chegaram com no máximo 1 ano de idade a nós, já são adultos e alguns tiveram seus primeiros descendentes.

Os bebês atuais, todos nascidos lá, já se perfilam bem diferentes aos seus antecessores. Fisicamente são muito mais ágeis, mais rápidos, mais fortes, mais imunes a doenças corriqueiras humanas, como resfriados e infecções intestinais, por exemplo. São mais hiperativos, mais criativos e bem mais espertos que a geração anterior.

Ontem eu observava Suzi, com menos de 2 anos, na ponta de um coqueiro, subindo e descendo do mesmo, com uma facilidade e segurança nunca antes vista. A mãe dela, Samantha, que era das mais habilidosas daquela geração nem com 4 anos fazia aquilo.

O mais surpreendente é a agilidade mental deles. Sofia, com menos de 4 anos, sabe como funcionam as portas, os cadeados, como se abrem e fecham portas e guilhotinas, que tem sua complexidade. Dias atrás observei um comportamento dela muito interessante: a tarde, geralmente, eu levo algumas gelatinas, gelinhos e garrafas com água congelada ou suco congelado. Jimmy, seu pai adotivo, geralmente apanha a garrafa e não dá chance para Sofia ou suas irmãs pegá-las.

Desta vez o que dei para todos eles foi um pote bem maior, que tinha suco congelado. Como Sofia nunca o tinha visto, quando abriu e viu o suco, provou e se interessou muito em conservá-lo. Jimmy já tinha cruzado para o recinto do lado, porém, poderia voltar a qualquer momento, e aí, ela perderia aquele suco congelado gostoso, então, tentou fechar a porta que divide a comunicação entre os recintos, para deixar Jimmy do outro lado e que não pegasse seu presente. Porém, a porta estava travada e não conseguiria barrar Jimmy. Sua última alternativa foi sair em disparada para a parte externa, para esconder-se em algum túnel para desfrutar do suco, sem o perigo que alguém o pegasse.

Isto denota como um chimpanzé de menos de 4 anos raciocina e a rapidez desse processo. Os adultos de outra geração nunca exibiram estas qualidades, o que implica uma evolução acelerada em seus processos mentais, e em sua capacidade de entender o mundo em que vivem.

  • Compartilhe

  • Imprimir Imprimir
  • Comunicar Erro

Enviar para um amigo
Comunicar erro

eu apoio a anda

Derrick Green

derrick

Essa compaixão que é necessária em relação aos animais, também é importante para as pessoas. Para mim é muito importante

Derrick Green
Vocalista do Sepultura

Vocalista do Sepultura

Flávia Lippi

braços abertos

De todas as violências que sofremos, as que cometemos com mais frequência são as que cometemos contra nós mesmos. Nessa

Flávia Lippi
Jornalista, empresária e empreendedora social

Jornalista, empresária e empreendedora social

Veja todos os depoimentos »

Facebook
Você é o repórter
Siga a ANDA: