• Compartilhe

Texto

Casos de violência

Saiba como denunciar maus-tratos contra animais

10 de maio de 2012 às 16:40

(Foto: Carolina Braga/Esp. DP/D.A Press)

Casos de violência contra animais, semelhantes à história de horror vivida pelo cocker spaniel Beethovem, covardemente espancado a ponto de parte do seu focinho ficar desfigurada, vêm chamando a atenção da sociedade e motivando o aumento de denúncias nos órgãos responsáveis.

De acordo com o advogado e presidente da ONG Crueldade Nunca Mais-PE, Rodrigo Vidal, o Beethovem foi salvo graças a apelos nas redes sociais. Após ser levado para uma emergência veterinária, o cão está melhorando gradativamente. Mas apesar do aumento no número de queixas policiais, a maioria dos casos segue impune.

Rodrigo orienta que, ao presenciar qualquer tipo de agressão animal, todo cidadão pode e deve levar o caso ao conhecimento das autoridades. Diferentemente do que se imagina, a denúncia não precisa ser feita diretamente na Delegacia de Polícia do Meio Ambiente (DEPOMA), mas em qualquer outro posto policial. O primeiro passo deve ser informar o ocorrido às autoridades competentes. “Quando somos procurados em casos assim, orientamos que as pessoas procurem fotografar ou filmar, pois ninguém pode ser acusado sem provas”, explica o presidente do Crueldade Nunca Mais-PE.

Para quem quiser informar maus-tratos aos animais mas não quer se identificar, as denúncias podem ser feitas pelo Disque Denúncia ou de forma anônima na própria delegacia. Entrar em contato com organizações responsáveis pela proteção de animais também é uma alternativa.

A ANDA possui um guia básico de como denunciar maus-tratos.

Serviço

Crueldade Nunca mais-PE – 3421-9595/9979-6406 (Rodrigo Vidal)

Delegacia de Polícia do Meio Ambiente (DEPOMA) – 3184-7119 (Segunda a Sexta/ 8h às 18h)

Disque Denúncia – 3421-9595

Fonte: Pernambuco.com

  • Compartilhe

  • Imprimir Imprimir
  • Comunicar Erro

Enviar para um amigo
Comunicar erro

eu apoio a anda

Anderson Furlan

anderson furlan

Durante muito tempo estive preso em uma armadilha montada por séculos de tradição aristotélica e impulsionada pelos desv

Anderson Furlan
Juiz Federal, Mestre e Doutorando, Professor de Direito Ambiental

Juiz Federal, Mestre e Doutorando, Professor de Direito Ambiental

Julia Bobrow

julia bobrow

Sou como qualquer um que ama os animais, que os tem por perto e que devota boa parte do seu tempo a eles. Por isso, apói

Julia Bobrow
Atriz

Atriz

Veja todos os depoimentos »

Facebook
Você é o repórter
Siga a ANDA: