ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
  • Compartilhe

Texto

Comércio de marfim

Rinoceronte é morto por caçadores em parque nacional indiano

09 de outubro de 2013 às 11:00

Rinoceronte morto foi encontrado por guardas florestais de parque nacional na Índia. (Foto: AFP Photo/STR)

Rinoceronte morto foi encontrado por guardas florestais de parque nacional na Índia. (Foto: AFP Photo/STR)

Guardas florestais do Parque Nacional Kaziranga, da Índia, retiraram de um canal o corpo de um rinoceronte, provavelmente vítima da caça na região. Os caçadores retiraram o chifre do animal, material vendido no mercado negro.

Os chifres de rinocerontes continuam sendo cotados a altos preços, especialmente na Ásia, onde são falsamente considerados possuidores de propriedades medicinais para tratamento e cura de doenças – embora não haja provas científicas da verdade contida nessa concepção, uma vez que esses chifres são feitos de queratina, a mesma das unhas e cabelos humanos. A falta de comprovação, no entanto, não impede que centenas de rinocerontes sejam massacrados todo ano. De fato, houve um aumento de 5000 % na caça de rinocerontes na África do Sul entre 2007 e 2012.

A ONG World Wildlife Fund lançou uma excelente série de cinco vídeos sobre o grande problema da caça aos animais selvagens. A #StopWildlifeCrime visa mostrar como elefantes, rinocerontes, tigres e humanos estão sendo mortos para alimentar a demanda por marfim, chifres de rinocerontes, peles e outras partes de corpos desses animais. As informações são do TreeHugger.

Com informações de G1

  • Compartilhe

  • Imprimir Imprimir
  • Comunicar Erro

Enviar para um amigo
Comunicar erro

eu apoio a anda

Eurípedes Kühl

Eurípedes Kühl

Desde criança tenho respeito e amor pelos animais. Assim, todos que como eu têm compaixão e protegem nossos irmãos do re

Eurípedes Kühl
Escritor espírita

Escritor espírita

Lúcia Veríssimo

LV

Existe um ditado que diz: diga-me com quem ANDAs e te direi quem és. Então, se vc tá seguindo essa pegada, quer dizer qu

Lúcia Veríssimo
Atriz

Atriz

Veja todos os depoimentos »

Facebook
Você é o repórter
Siga a ANDA: